Para muitos proprietários de empresas familiares, os negócios são a coisa mais importante em suas vidas porque ainda não conseguem se livrar das algemas da família. Eles fazem o possível para investir no sucesso da empresa, prestam atenção aos regulamentos e impostos e se concentram em acumular riqueza pessoal, planejamento de sucessão e motivação familiar.

governança

É por isso que vale a pena aliviar as preocupações sobre a criação de um plano de gestão familiar viável que possa definir suas expectativas e tomar medidas para manter o sucesso contínuo do negócio.

Você sabe o que é governança familiar? Saiba mais sobre essa prática e entenda quais benefícios ela pode trazer para sua empresa:

O que é a governança familiar?

A governança familiar é um conjunto de processos, políticas e práticas utilizadas na gestão de uma empresa, podendo aliar a busca pelos melhores resultados da gestão da empresa com a participação pessoal da empresa familiar e um ambiente mais informal, proporcionando mais estrutura e estrutura.

Organize melhor a força de trabalho com segurança. Isso ocorre porque os objetivos das empresas familiares geralmente vão além da visão de lucratividade e valorização do negócio, mas precisam satisfazer vários outros aspectos de intenções e acordos familiares bem cumpridos.

Ao contrário, a governança corporativa tradicional foca no controle do comportamento e na tomada de decisões dos gestores, exigindo muitos regras e padrões e, às vezes, dificultando a liquidez dos serviços. Esta é uma abordagem exclusivamente lucrativa.

O desenvolvimento de um plano de governança familiar

Portanto, um plano de governança familiar é uma estrutura que alinha os interesses da família às estratégias de negócios. Para que as ações e operações desta nova visão sejam bem implementadas, é necessário registrar com precisão os procedimentos e acordos operacionais por escrito.

A estratégia de comunicação também deve ser detalhada para que os gestores da família possam acompanhar as condições do negócio. Também vale a pena se cadastrar para tomar as medidas cabíveis para a resolução de eventuais conflitos, gerenciando processos internos e planos de contingência em caso de emergência ou crise.

O planejamento para as sucessões e as gerações futuras

A transição empresarial é uma das principais preocupações dos proprietários de empresas familiares, portanto, a governança familiar também deve especificar as intenções de herança. É importante definir claramente os papéis e responsabilidades: um plano de sucessão pode indicar os requisitos específicos a serem seguidos, bem como o treinamento e a experiência de que os familiares precisam para desempenhar suas funções.

Também pode incluir restrições sobre como os membros da família trabalham na empresa e como seu desempenho pode ser avaliado. Na governança familiar bem estruturada, além de possível divórcio ou acordos pré-nupciais, também é considerado o tratamento dos cônjuges, filhos e netos.

Os vários benefícios de uma governança familiar

Os líderes da atual empresa familiar podem desejar incorporar sua filosofia empresarial aos filhos que herdam a gestão empresarial. Por meio da governança familiar, é possível definir um conselho de família para buscar recomendações e diretrizes consensuais gerais, ao mesmo tempo em que regulamenta a relação de negócios entre os membros da família. Você também pode desenvolver planos de instrução excelentes para educar a próxima geração com responsabilidade nos negócios.

A governança familiar promove uma cultura de confiança mútua, fornece diretrizes para o funcionamento normal da empresa, define a direção certa para a gestão de ativos financeiros e apoia o sucesso das gerações futuras da família.